Professional music notation services, only on FIVERR!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Capítulo 12 - GRAFIA: COMPASSO

COMPASSO

 Quando a música começa no primeiro tempo do primeiro compasso, chamamos este compasso de compasso tético. Mas nem sempre a música começa assim. Ela pode iniciar em qualquer parte do compasso. Sendo assim, quando as primeiras notas da música somarem mais da metade de um compasso binário ou quaternário, ou mais de 2/3 de um compasso ternário, escreve-se um compasso inteiro, iniciado com pausas. A este tipo de compasso chamamos compasso acéfalo.


Quando as primeiras notas da música somam menos da metade de um compasso binário ou quaternário, ou menos de 2/3 de um compasso ternário, escrevem-se apenas as notas, sem completar o compasso. Ou seja, neste caso temos a anacruse.


É costume, neste caso, fazer com que o último compasso da música, complemente o que falta do compasso inicial.


PONTO DE AUMENTO

No compasso quaternário, a mínima pontuada só deve ser escrita no 1º ou no 2º tempo, nunca na parte fraca do 1º tempo.



No compasso quaternário, se o 2º tempo se prolonga para o 3º, usa-se a ligadura e não o ponto de aumento.


No compasso quinário, se a parte ternária se prolonga para a binária devemos utilizar a ligadura e não o ponto de aumento.


O mesmo acontece se é a parte binária que se prolonga sobre a ternária.



IMPORTANTE: O mesmo se aplica ao compasso setenário.

DISTRIBUIÇÃO DAS NOTAS NO COMPASSO

Os colchetes podem ser unidos, nos casos das figuras: colcheia, semicolcheia, fusa, semifusa e quartifusa. Contudo devemos evitar uni-las ligando-se os tempos entre si.



Porém existem exceções! No caso do compasso ternário, podemos ligar os colchetes de todas as COLCHEIAS, assim:


No caso do compasso quaternário, podemos ligar as colcheias assim: 1º + 2º e 3º + 4º tempos, mas não 2º + 3º.


Nos compassos que têm como unidade de tempo a colcheia, devemos ligar os tempos da seguinte maneira:

Compassos 2 x 8 e 3 x 8:



Compassos 4 x 8: 1º tempo + 2º e 3º + 4º (mas não 2º e 3º):




Quanto aos compassos quinário e setenário:

Se a unidade de tempo possui colchete, a união deles indica claramente a acentuação.



Se a unidade de tempo não tem colchete, indica-se a acentuação separando com uma linha pontilhada as partes do compasso:



Ou escrevendo a fórmula do compasso da seguinte maneira:


DISTRIBUIÇÃO DAS PAUSAS NO COMPASSO

Quando a pausa abrange todo o tempo de um compasso, pode-se escrever a pausa de semibreve, qualquer que seja a fórmula do compasso.


A pausa pode somar tempo:


Mas não pode somar parte de um tempo com parte de outro tempo.


No compasso quaternário, a pausa não deve somar o 2º e o 3º tempos.


Não é costume usar pausa de mínima no compasso ternário:


Em compasso composto, a pausa pode ser pontuada ou desdobrada: