Professional music notation services, only on FIVERR!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Capítulo 6 - TOM, SEMITOM E INTERVALOS

Olá! Esta é nossa sexta aula de teoria musical grátis! Hoje vamos nos aprofundar em tons, semitons e intervalos.

Capítulo 6:

TOM, SEMITOM E INTERVALOS

Semitom é a menor distância entre duas notas seqüenciais, que não admitem entre si um som intermediário. Importante ressaltar que isso é usado na música ocidental, na oriental existe o quarto de tom. O semitom é equivalente à diferença de altura produzida por duas teclas contíguas do piano.



Em alguns países orientais, como a Índia, usa-se o quarto de tom (1/4 tom), que equivale à metade do semitom. Aos ouvidos dos ocidentais a música oriental pode, nestes casos, soar desafinada e estranha. Isso ocorre por não estarmos acostumados a essa variação de freqüência nas notas.

Tom é a maior distância entre duas notas seqüenciais, que admitem entre si apenas um som intermediário (semitom). É o intervalo correspondente a dois semitons.



Os intervalos entre mi e e entre si e são chamados de semitons naturais.





INTERVALO

Intervalo é a diferença de altura entre dois sons. O intervalo existe sempre que houver duas notas de alturas diferentes. Este intervalo pode ser melódico ou harmônico.

→ Intervalo Melódico - Ocorre quando as notas soam sucessivamente.

Exemplo:



→ Intervalo Harmônico - Ocorre quando as notas soam simultaneamente.

Exemplo:



Conforme varia a diferença de altura entre as notas, variam-se os intervalos.

Dá-se o nome de oitava ao conjunto de notas existentes entre uma nota qualquer e sua primeira repetição, no sentido crescente ou decrescente.



Os intervalos podem ser de 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, etc., dependendo do número de graus que abrangem.



Os intervalos podem ser Simples ou Compostos.

Intervalos Simples - são os situados dentro do limite da oitava.



O intervalo de oitava também é considerado simples.



Intervalos Compostos - são os que ultrapassam o limite da oitava.



INTERVALOS SUPERIORES E INFERIORES

Os intervalos podem ser superiores, quando a primeira nota é mais grave que a segunda, e inferiores, quando a primeira nota é mais aguda.

Os Superiores também se chamam Ascendente e os Inferiores, Descendentes.



CLASSIFICAÇÃO DOS INTERVALOS SIMPLES:

Os intervalos classificam-se naturalmente pela quantidade de tons e semitons existentes entre suas notas: Maiores, Menores, Justos, Aumentados e Diminutos.

Os intervalos de 2ª, 3ª, 6ª e 7ª podem ser:

•  Maiores

•  Menores

•  Aumentados

•  Diminutos

Os intervalos de 4ª, 5ª e 8ª podem ser:

•  Justos

•  Aumentados

•  Diminutos

Estes intervalos são formados da seguinte maneira:



QUADRO DOS INTERVALOS SIMPLES - Na escala de Dó Maior

Intervalos de 2ªs - são maiores os intervalos de Dó-Ré, Ré-Mi, Fá-Sol, Sol-Lá e Lá-Si, por abrangerem 1 tom. São menores os intervalos de Mi-Fá e Si-Dó, por guardarem entre si 1 semitom.

Intervalos de 3ªs - são maiores os intervalos de Dó-Mi, Fá-Lá e Sol-Si, por abrangerem 2 tons. São menores os intervalos de Ré-Fá, Mi-Sol, Lá-Dó e Si-Ré, por conterem 1 dos semitons naturais (Mi-Fá ou Si-Dó).

Intervalos de 4ªs - são justos os que possuírem um dos semitons naturais: Dó-Fá, Ré-Sol, Mi-Lá, Sol-Dó, Lá-Ré e Si-Mi, por conterem um dos semitons naturais. É aumentado o intervalo de Fá-Si (4ª aumentada), visto não conter nenhum semitom.

Intervalos de 5ªs - são justos os que contiverem um dos semitons. É diminuto o intervalo de Si-Fá (5ª diminuta), que abrange os dois semitons naturais.

Intervalos de 6ª e 7ª - são maiores todos os que contiverem um dos semitons naturais e menores os que abrangerem os dois semitons.

Intervalos de 8ªs - são todos justos e encontram-se em todos os graus.

Para melhorar a leitura e assimilar bem a teoria, nada como praticar! Segue para download uma música de Johann Sebastian Bach, simplificada, em PDF.

Download Balade Pour Adeline

Gostou do conteúdo? Quer receber notificações cada vez que uma nova aula for publicada? assine minha newsletter, e até a próxima!

16 comentários:

  1. adorei o blog! um otimo local pra estudar!

    ResponderExcluir
  2. o pdf não abre diz corrompido..balada por aline..

    ResponderExcluir
  3. Olá Francisco. Na verdade o Balada por Adeline está em perfeitas condições. Baixei-o agora mesmo para verificar. Você tem o programa certo para visualizar .pdf?

    ResponderExcluir
  4. Estou estudando para uma prova no conservatório de minha cidade e este site tem tudo para mim estudar, é muito bom este blog, se vocês pretendiam ajudar conseguiram. Parabéns pelo trabalho e continuem assim

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada, Júlia! Fico muito feliz em saber que o blog está te ajudando!

    ResponderExcluir
  6. Tinha muitas duvidas quanto a oitava, mas agora depois que li o blog acho que entendi. Mas confirmem por favor, uma oitava pode estar acima ou abaixo independente de onde começei a nota? por exemplo, no violão, se eu colocar um dó no contra-baixo na corda Si na 1 casa e o outro dó na terceira corda na terceira casa ele seria uma oitava acima em relação ao primeiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Renata! Uma oitava é um intervalo de 8 notas; simples assim! Seja ascendente (do grave para o agudo) ou descendente (do agudo para o grave) se você começar numa nota e terminar na próxima de mesmo nome, terá oito notas de intervalo (isso deixando a escala cromática de lado, claro). Espero ter ajudado. Bons estudos!

      Excluir
  7. Gostei da organização do Blog. Dá pra ler e vizualizar de uma maneira boa.

    ResponderExcluir
  8. ja havia estudado sobre intervalos, mas, este foi a melhor explicaçao ,muito obrigada.Parabens!

    ResponderExcluir
  9. Eu também já tinha lido muita coisa sobre intervalos. Mas só agora entendi como funciona a qualificação. Obrigado por compartilhar.

    ResponderExcluir
  10. Bom Dia!
    Como faço pra saber se os intervalos de 2ªs são aumentadas e diminutas?

    ResponderExcluir
  11. Olá, Raphael!
    Um intervalo será aumentado quando acrescentar-se um semitom a um intervalo maior, e será diminuto quando se diminuir um semitom de um intervalo menor. No caso de 2ªs, Se você pegar o exemplo do meu texto "Do-Re" é maior, então "Do-Re#" seria aumentado. "Mi-Fa" é menor, então "Mi-Fab"é diminuto MAS atente aqui para o Fa bemol: ele e o Mi são a mesma tecla no piano, mas para notação, deve-se escrever dessa forma, senão você teria "Mi-Mi" e nenhum intervalo entre elas.
    Espero ter ajudado!

    ResponderExcluir

Curta o Teoria Musical no Facebook!
https://www.facebook.com/TeoriaMusical

Visite o site do Teoria Musical!
http://joannabraccini.wix.com/teoriamusical