Professional music notation services, only on FIVERR!

sexta-feira, 27 de março de 2009

Teoria Musical: Capítulo 4 - SINAIS DE DURAÇÃO

Olá! Esta é a quarta aula de Teoria Musical grátis! Hoje vamos aprender de forma fácil e descomplicada, sobre os sinais de duração na escrita musical.

Capítulo 4:

SINAIS DE DURAÇÃO
Tempo – são valores musicais marcados por movimentos iguais entre si. As batidas de um coração, os passos ao caminhar e o alternar de um pêndulo são alguns exemplos de que chamamos de tempo em música.




Como sinais de duração, também chamados figuras de ritmo, temos as figuras e as pausas.


Figuras ou Valores Positivos – São os sinais que indicam a duração do som. Existem diversas figuras, mas as mais comuns são sete:



Em princípio a semibreve representa o compasso inteiro. As variações desses valores serão assunto para mais tarde. Da soma de duas semibreves (inteiros) resulta outra figura musical chamada breve ou duplo inteiro (8 tempos).



A partir de subdivisões do inteiro (semibreve) obtêm-se todas as demais figuras. Sendo assim:



A figura musical se divide em:







Para facilitar a leitura, duas notas que possuam colchetes podem ser unidas por uma ou mais barras, de acordo com o nº de colchetes. Por exemplo:

A haste se coloca para cima ou para baixo na pauta dependendo da posição da nota. Procura-se deixar a figura dentro do pentagrama sempre que possível.


O número de colchetes aumenta de acordo com a divisão das figuras. Ou seja, se a colcheia tem um colchete, a semicolcheia tem dois, a fusa três, etc.

Pausas ou Valores Negativos – São os sinais que indicam a interrupção do som durante a execução de um trecho musical. Assim como as figuras, cada pausa tem uma forma e um nome diferentes conforme o seu tempo de duração. Cada figura tem uma pausa correspondente em valores.

No caso da breve:









Além da breve, outras figuras ainda menos usadas, não serão aqui consideradas. São elas:

Os valores das figuras são importantes, pois nos indicam a correspondência que há entre elas. Ao tomarmos uma figura como exemplo, notaremos que a figura posterior tem exatamente a sua metade, bem como seu valor é metade da figura que a antecede.

Tomemos como exemplo a figura da semínima cujo valor é 1/4 e vamos provar, matematicamente, que seu valor é a metade de sua antecessora, a figura denominada mínima cujo valor é 1/2.


Eu disse que uma figura posterior tem a metade do valor de sua antecessora, não é? Portanto, uma mínima é igual a duas semínimas, certo? Vamos ver:


Somando as duas semínimas temos de obter o valor da mínima.

• 1/4 + 1/4 = (1 + 1)/4 = 2/4, que simplificando obtemos... 1/2, que é exatamente o valor da figura musical mínima.

Experimente fazer o mesmo com as demais figuras: some-as, segundo os valores da tabela, obtendo o mínimo múltiplo comum (MMC) e depois simplifique, dividindo ambos os membros por 2 e chegará ao valor correspondente da figura que antecede àquela que você escolheu para fazer o exercício.

De tudo isso, podemos tirar também que a relação existente entre qualquer figura musical varia na proporção, mas sempre em múltiplos, ou submúltiplos. Para exemplificarmos isso bastar vermos que uma mínimaquartifusas. Claro que não se usa isso, mas veja a relação. Estabeleça, faça algumas tabelas de equivalência como: 1 mínima = 2 semínimas, ou 1 semínima, 1 colcheia e duas semicolcheias. Some seus valores... no final tem que dar o valor da figura inicial, neste caso a mínima. equivale a 128

O mesmo exemplo, colocado em figuras, ficaria assim:
Esses valores serão de extrema importância para a continuidade dos estudos de teoria musical ou mesmo quando estiver escrevendo música, não necessariamente compondo, mas transcrevendo mesmo, passando uma música para o papel, além de ser um fator preponderante para a compreensão de um conceito que iniciaremos em seguida.

Se você não quer fazer "contas", na hora de tocar, basta lembrar a seqüência das figuras e saber que os seus valores são o dobro da figura imediatamente posterior e metade da anterior.

Usaremos esses conceitos para sempre de agora em diante, portanto estude, invente exercícios, exercite até ficar absolutamente fixado, pois é base para qualquer música. Mas nunca esqueça: as dúvidas que você não tira hoje se acumularão amanhã. Então pergunte, seja qual for a dúvida. Estarei sempre pronta a ajudar!

 Para aprimorar a leitura e compreensão das pautas, segue para download a música-tema do filme Titanic, em formato PDF. Uma partitura simplificada que será muito útil na fixação da teoria!


Ainda não se inscreveu neste blog? Não perca mais nenhuma atualização! Se inscreva e receba notificações a cada nova postagem! Até a próxima!

13 comentários:

  1. Belo trabalho, Ju...
    Visitantes aproveitem, isso naum se encontra em qquer lugar.
    Bjjaum. kirida e parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Meus parabéns!

    Este site realmente é um tesouro, uma pérola em meio a um oceano de bobagens que esta internet oferece. Muito bem feito e acabado, de uma riqueza tremenda... adorei mesmo. Certemente divulgarei este "achado" (viva o google!!) a meus colegas do Curso Extraordinário de Música para que todos possam aproveitar este belo conhecimento, aqui exposto de forma gratuita para quem quiser aprender esta que, para mim, é a maior e mais bela de todas as artes.

    Um braço bem apertado e que continue este excelente trabalho,
    Fernando B. Cabral

    ResponderExcluir
  3. É agora começou a complicar .... gravar o nome com a imagem, somar o tempo ....
    Ganbatte ne !!!

    ResponderExcluir
  4. Muuito boom, valeu , muito bonito isso... Eu por exemplo q ñ tenho dinheiro para entrar na aula posso aprender aqui, brigadaa =DD

    ResponderExcluir
  5. muito bom esse site tem muitas informaçoes ....para iniciantes e avançados.....um bom exercicio e baixar o encore para saber o som e o tempo....... estudando nesse site e indo no encore

    ResponderExcluir
  6. nossa... muito bom...e foi ótima a explicaçao pq me ajudou muito mesmo nos tempos nas pausas ,foi excelente.

    ResponderExcluir
  7. Aprendi isso de uma forma meio que "sem querer" com o software Guitar pro.

    Mas, sua explicação como sempre foi mais além...
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  8. Ola, tenho uma duvida, numa partitura, tem escrito um sinal de pausa relativa a semínima, sobre uma semibreve, o que significa?

    ResponderExcluir
  9. Olá Caium. Provavelmente esta partitura é para duas vozes. Para descobrir, dê uma olhada no restante da pauta e veja se não tem mais notas juntas, com as hastes para cima e para baixo. A nota de cima para cima e a de baixo para baixo. Enfim, respondendo a sua pergunta: no caso de uma partitura para duas vozes escritas assim, juntinhas, significa que a 1ª voz vai seguir a pausa relativa à semínima (pois está em cima) e a 2ª voz vai seguir a semibreve (pois está embaixo). Ficou claro? No seu caso, escolha um dos caminhos, primeira ou segunda voz, até o fim. Bons estudos!!

    ResponderExcluir
  10. Joanna, não dá pra ver as imagens... tentei com Chrome e com FireFox. E não dá pra clicar também por causa da proteção do conteúdo.. Ce pode me mandar essa aula por email, ou algo do tipo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pollyana. Estou trabalhando no conserto das imagens. Alguma coisa aconteceu com o servidor onde eu as deixava e foram apagadas. Agora estou re-upando para reparar este problema. Agradeço pela paciência!

      Excluir
  11. Não consigo visualizar as imagens nesta página.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maurício. Problema corrigido! Bons estudos!

      Excluir

Curta o Teoria Musical no Facebook!
https://www.facebook.com/TeoriaMusical

Visite o site do Teoria Musical!
http://joannabraccini.wix.com/teoriamusical