Professional music notation services, only on FIVERR!

segunda-feira, 9 de março de 2009

Teoria Musical: Capítulo 2 - ELEMENTOS DA MÚSICA

Olá! Este é a segunda aula de Teoria Musical grátis! Hoje aprenderemos, de forma rápida e fácil, sobre os elementos da música.

Capítulo 2:

ELEMENTOS DA MÚSICA

Em primeiro lugar vem a pergunta: O que é música? Segundo os dicionários, música é:

1. Arte de combinar sons para que produzam efeito agradável, 2. Resultado da combinação dos sons, 3. Composição musical, 4. Execução de qualquer peça musical.

Música é arte. Sim, é a arte de exprimir os sentimentos através dos sons. A música é constituída de três elementos fundamentais: melodia, harmonia e ritmo.

1. MELODIA – também chamada de linha melódica, é a parte principal de uma idéia musical. Formada por uma sucessão de sons de diferente duração, altura e intensidade, ela é o “canto” que nos faz reconhecer uma música apenas de ouvir alguém cantarolar. Se você estiver cantando Parabéns a Você, estará executando a melodia desta música.
Veja o exemplo:


2. HARMONIA – é um conjunto de notas tocadas ao mesmo tempo. Devemos ter o cuidado de não confundir harmonia com polifonia. Polifonia são duas ou mais melodias diferentes (de instrumentos diferentes) tocadas ao mesmo tempo. Por exemplo, se eu cantar Luar do Sertão e você cantar Felicidade, ambos ao mesmo tempo, teremos uma polifonia. A harmonia sobrepõe os sons para formar acordes, no mesmo instrumento. Diz-se que o trompete é um instrumento melódico, e o violão um instrumento harmônico. Por quê? Simples: Não se pode tocar mais de uma nota simultaneamente no trompete, então não se podem formar harmonias. Já no violão, cada uma das seis cordas é uma nota, podendo ser tocadas ao mesmo tempo seis notas diferentes.
Por exemplo, tocando as cordas soltas, temos as notas Mi-Si-Sol-Re-La-Mi. Abaixo, representadas na pauta.
Note que para representar todas as seis cordas do violão, foram necessárias as claves de Sol e de Fá.
Voltando ao acorde, se pressionarmos a nota Dó3 da 2ª corda (mais aguda), a nota Mi2 da 4ª corda e a nota Dó2 da 5ª corda (mais grave), e então fizermos soar as seis cordas juntas, teremos aí o acorde Dó maior. Veja abaixo:


3. RITMO – é o elemento que nos dá a duração exata da emissão de cada som. Esse foi o primeiro elemento a surgir.

A “batida” de uma música é o seu ritmo. Desde nossos antepassados, lá nas suas cavernas, com seus tambores de pele, já praticavam noções de ritmo. Está nos nossos genes...

Mas de lá até aqui muito já se falou e discutiu sobre música, e muitas divergências existiram. No Romantismo, por exemplo, os filósofos alemães foram os primeiros a afirmar que a música aproximava a alma humana da verdade única. Que através dela nosso espírito se comunicava com o universo.

Já no Materialismo, Igor Stravinsky afirma em Poétique Musicale: “considero a música, pela sua essência, impotente para exprimir seja o que for: um sentimento, uma atitude, um estado psicológico” (...) “para ser realizada exige, única e exclusivamente, uma construção.”

Ou seja: Enquanto os Românticos iam ter com o universo, os Materialistas acreditavam que qualquer pessoa que pegasse papel e caneta podia escrever uma música...

Imagino que tenham achado a aula de hoje realmente curta, comparada à anterior. Mas quero que percebam que não adianta nada eu encher suas cabeças de conteúdo e não lhes dar tempo para trabalhar tudo. Por isso eu repito: Sempre que tiverem dúvidas, perguntem.

 Até a próxima! E se você gostou deste conteúdo e quer se manter atualizado, assine minha newsletter!

7 comentários:

  1. cara, vc é d+! estou aprendendo muito aqui. parabens! parabens mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Fiz uma postagem no meu blog mostrando esses elementos primordias da música. Lá usei um exemplo em um player; Com uma música tocada, depois separei para os visitantes ouvirem apenas a melodia, depois a harmonia e por ultimo o ritmo.

    Acredito que ajuda muito no aprendizado uma interatividade a mais.

    Não é o seu caso. O texto está bem explicado e fácil de entender. Obrigado Joanna. Gostei muito do seu blog.

    ResponderExcluir
  3. Os instrumentos de melodia podem formar acordes? Porque? me ajuuda!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yasmim! Instrumentos melódicos não formam acordes, pois só executam uma nota por vez (instrumentos de sopro, como trompete, por exemplo). Para formar um acorde, é necessário se executar mais de uma nota, e isso fazem os instrumentos harmônicos (instrumentos de cordas, teclas, etc.). Ficou claro?

      Excluir
  4. Adorei! Linguagem simples e direta. Acho que agora eu aprendo.rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom ler isto, Jacy! Qualquer dúvida, estarei à disposição! E se desejar receber exercícios de fixação de conteúdo, basta preencher aqui: http://joannabraccini.wix.com/teoriamusical#!contato/c20x9

      Excluir
  5. muito bom e objetivo amigo parabensss é dificil encontrar coisas objetivas e simples

    ResponderExcluir

Curta o Teoria Musical no Facebook!
https://www.facebook.com/TeoriaMusical

Visite o site do Teoria Musical!
http://joannabraccini.wix.com/teoriamusical